Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Legislativo realiza 2ª Audiência Pública para tratar sobre Adutora Tapacurá

Legislativo realiza 2ª Audiência Pública para tratar sobre Adutora Tapacurá

por Assessoria Comunicação publicado 04/04/2019 18h52, última modificação 04/04/2019 18h52

Na manhã desta quinta-feira (4), o Poder Legislativo municipal de São Lourenço da Mata realizou a 2ª Audiência Pública para tratar sobre os moradores que residem na faixa de servidão da Adutora Tapacurá, em especial as famílias dos bairros de Penedo, Barro Vermelho e Muribara. No encontro, além dos vereadores, também marcaram presença o procurador-geral do município, Nicolas Coelho, moradores e o advogado das famílias, Sérgio Câmara. O presidente da Compesa não compareceu e nem enviou representantes, o que revoltou os moradores.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Cícero Pinheiro (PTB), disse que esse é o momento de agir. “A população está cansada de falácias! Nós, que fazemos o Legislativo estamos preocupados com as famílias e queremos uma solução imediata para o problema. Estamos ao lado do povo e estamos cansados de esperar. O tempo está passando e não podemos cruzar os braços diante da omissão do Governo do Estado”, disparou o presidente.

O vereador Irmão Manoel (PR), autor do requerimento da audiência pública, concordando com o presidente, disse que está cansado com a falta de esclarecimento por parte do Governo do Estado. “Estivemos reunidos de maneira transparente e com a participação popular para cobrar providências. Hoje estamos com representantes da Companhia Estadual de Habitação e Obras (CEHAB), os assessores da deputada estadual Fabiola Cabral, Fernanda Moura e Cláudio Falcão, além dos moradores e do advogado que os representa, para pressionar o Estado e a Compesa a garantirem a relocação das 528 famílias que residem na faixa de servidão da adutora”, explicou o vereador.

Após essa audiência pública os vereadores deverão levar os encaminhamentos para o secretário da Casa Civil de Pernambuco, Nilton Mota, para buscar soluções viáveis para todos os lados. Bem como, os órgãos competentes como, Compesa, Prefeitura, Defensoria e Ministério Público receberão a ata da audiência para conhecimento do que foi decidido. No dia 12 de abril, a Câmara Municipal realizará, às 14h, uma reunião itinerante nas comunidades por onde passa o cano da Compesa, para ouvir os moradores e apresentar a realidade das famílias.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

   

Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo
Transparência